Arquivo da categoria: Sem categoria

Tons de Azul como o Teu Céu

Senhor, muito obrigada por mais este novo dia de vida! Muito obrigada por eu poder agradecer tudo o que O Senhor é para mim, para nós!
Muito obrigada por eu poder te sentir em pequenos, simples detalhes do dia a dia…


Em cada céu, horizonte, em cada flor, em cada cor… Tudo veio de Ti para nós… São dádivas, presentes de valores imensuráveis!

Muito obrigada pela colcha graciosa a qual a dona Regina me deu! Ao olhar para os seus tons de azul, hoje pela manhã, me “transportaram” para a imensidão de Teu céu maravilhoso, onde, a cada manhã, tarde, noite, O Senhor pincela obras vivas as quais não se repetem, são sempre novas, originais, extraordinárias!

Que eu e cada um de nós, consigamos nos manter fiéis ao Teu Amor por nós, fazendo a Tua vontade, sempre: O amando de todo o coração e ao nosso próximo como a nós mesmos.”

Em Cristo Jesus,
Priscila Santos de Bitencourt.
Amém.

Guarujá, 18 de junho de 2022.

Pentecostes

Ontem, Véspera de Pentecostes, ao preparar os alimentos para o almoço, descascando uma abóbora tipo japonesa, percebi que em seu meio estava um grãozinho seco de sua polpa que ao reflexo do sol, iluminava e encantava aquele fruto. Fazendo-me sentir, fortemente a tão suave e doce Presença do Santo Espírito de Deus, que me impulsionou a registrar aquele momento e exaltar o Santo Nome do Senhor!
Nesta semana que antecedeu Pentecostes, em 31 de maio, o Senhor me alegrou com o nascimento da primeira florzinha, a qual minha mãezinha me presenteou no dia da Visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel (Memória).
Sinais do Senhor! Eu creio! Ambas, tanto a flor, quanto a abóbora são cores semelhantes as quais lembram o fogo do Santo Espírito de Deus.
Que nesta Solenidade de Pentecostes, permitimo-nos abrir os corações para que o Santo Consolador habite e nos preencha de Sua Presença, trazendo a Sua paz, amor, alegria, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, enfim, tudo o que é bom e agradável ao Senhor, pois será para nós, muito mais!!!
Em Cristo Jesus,
Priscila Santos de Bitencourt.
Amém.

Guarujá, 05 de junho de 2022.

Fim de Tarde

Senhor, que jamais nos afastemos de Ti!

Que busquemos sempre, a Tua presença! Pois é somente em Ti que encontramos alegria e paz!

 

Como é maravilhoso poder contemplar o Teu céu, a Tua lua e sentir, forte e ao mesmo tempo, suavemente, a Tua Presença!

Me deparei com o Teu lindo céu, com aquele brilho tão meigo da lua, as tonalidades das cores, tão belas e acolhedoras, dos últimos raios de sol que adormecia… Me lembrei de minha mãe, me lembrei de nossa Mãe,  Nossa Senhora!

 

Que Nossa Mãezinha do Céu, hoje, Nossa Senhora da Assunção, assunta, elevada ao Céu, leve a nossa gratidão pela Graça do Senhor habitar em nós, através de Seu Sim – o Sim da Cheia de Graça – e leve, também, o nosso clamor, as nossas necessidades!

Muito obrigada por consolar o meu, o nosso coração, e o de todos aqueles que se permitem serem por Ti tocados, neste dia!

Que tenhamos, cada vez mais, a fé, a certeza de que Tu sempre estás conosco e jamais, nos abandona!

Que renovemos as nossas forças em Ti, como as águias!

“ … mas aqueles que põem a sua esperança no Senhor renovam as suas forças, voam alto como as águias. Correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.” (Isaías 40, 31)

Em Cristo Jesus,

Priscila Santos de Bitencourt.

Amém.

Guarujá, 15 de julho e 15 de agosto de 2021.

Céu Azul – Muito Obrigada, Senhor!

Senhor, muito obrigada por mais este dia de vida! Por mais esta oportunidade de contemplar o Teu Céu, O Teu Sol, a Tua Criação!

Muito obrigada por eu poder ter a honra de Te sentir na imensidão de Teu Céu Azul, nesta manhã de Domingo – Dia do Senhor! Teu Dia!!!

Muito obrigada pelos dons os quais O Senhor me presenteia para usá-los aqui na Terra.

Quantas dádivas, quantas bênçãos! Muito obrigada pela saúde, pelos sentidos!

Muito obrigada pelo pão de cada dia! Muito obrigada por tanto me amar!

Muito obrigada por tanto nos amar!

Que possamos compreender que O Senhor é o Nosso Pai, nosso Senhor, nosso Pastor e cuida de nós, está conosco, todos os dias!!!

Que permitamos que O Senhor habite em nosso ser, nos envolvendo com a Sua Graça, a Sua Bondade, Amor, Misericórdia, nos curando e libertando de todos os males, de tudo o que nos leve para as trevas e nos afaste de Sua Presença.

Que eu jamais me afaste de Ti e permita que maus pensamentos dominem o meu ser e me tragam a tristeza, a desesperança, a incredulidade, a frieza, a indiferença, o desamor.

Fica conosco, Senhor!!!

… “Nada temas, porque estou contigo,

Não lances olhares desesperados, pois eu sou teu Deus;

Eu te fortaleço e venho em teu socorro, / Eu te amparo com minha destra vitoriosa.” Isaías 41, 10

 

Esperando, sempre, em Ti, Senhor,

Priscila Santos de Bitencourt.

Amém.

 

SP, Guarujá, 02 de maio de 2021.

Carta à Édila

Guarujá, 03 de março de 2021.

 

Boa noite, querida Édila!

 

É com muita alegria que venho lhe felicitar por mais um ano de vida e compartilhar um fato em minha vida:

 

No dia 01 de março de 2018, ganhei um pequenino pedaço de folha, o plantei em 03 de março deste mesmo ano.

O Criador e eu cuidamos desta folhinha. Ela foi crescendo, crescendo e de repente, numa noite de verão, ela surgiu toda vistosa, perfumada, vestida de branco, com suas pétalas majestosas, como uma rainha! Brotando de suas folhas simples, mas, tão cheias de vida e de amor!

 

“Amor de Pai, que só me quer fazer e feliz e sem chorar!

Amor de Pai que tudo faz e ainda dá a Sua Paz!”

(Letra e Música: Osvaldo Bitencourt).

 

Esse Pai, Deus Criador, Senhor do Céu e da Terra, que nos ama, nos quer felizes e em paz!

 

Lhe desejo vida! Felicidades e muita Paz!!!

 

Hoje, ela completa 3 aninhos! E vem nos trazendo muita alegria! E o interessante desta “historinha” é que dei-lhe o seu nome: Édila! Linda como o seu olhar! Marcante como a sua presença! Presença participativa, perspicaz, dedicada, perseverante – quando vinha de Bertioga para estudar, aqui, em Guarujá (C.E.F.A.M), todos os dias, sem se atrasar, formando-se uma excelente educadora.

 

Parabéns, Édila!

 

Que Deus lhe abençoe hoje e sempre!

 

Um feliz aniversário, para vocês, lindas flores!!!

 

Com todo o carinho,

Em Cristo Jesus,

 

Priscila Santos de Bitencourt.

 

P.S.:

Que sejamos perseverantes e dedicados como a Édila.

Batalhemos, dia a dia!

 

Vigiemos e oremos! (Mateus 26, 41)

 

Que tenhamos fé, esperança e confiança, no Senhor, que jamais nos abandonará.

 

Ele é fiel! (II Tessalonicenses 3, 3)

 

Nos abriguemos debaixo de Suas asas! (Salmos 91, 4)

 

Pois o nosso socorro vem Dele! (Salmos 121, 2)

 

Amém.

A Dama-da-Noite, o Exalar de Maria e o Esplendor de Jesus

Deus, Nosso Senhor e Criador, com todo o Seu Poder, tudo criou! Entre as suas criaturas, esta linda flor:

Epiphyllum Oxipetalum – “Dama-da-Noite” (também, conhecida por Flor-da-Lua, Cacto-Orquídea, Rainha-da-Noite, Flor-da-Noite, Jasmim-da-Noite, Coirana, Coerana, Jasmim-Verde).

Soprou no ventre de Santa Ana, gerando Maria Santíssima, A Cheia de Graça, A Escolhida para conceber, através do Espírito Santo, Seu Amado Filho: Jesus! (Lucas 1, 30 – 35)

Que esta magnífica flor que nesta noite nasce (em 12 de fevereiro de 2021), faça-nos recordar: …

… do Poder do Senhor, contemplando a Sua Obra:

“E assim se fez. Deus contemplou toda a sua obra, e viu que tudo era muito bom.” (Gênesis 1, 31)

… da Graça de Maria:

“O anjo Gabriel disse-lhe: “Não temas, Maria, pois encontraste Graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.” (Lucas 1, 30 – 31)

… do Esplendor de Jesus:

“Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida!” João 8, 12

… e da mensagem de Seu apóstolo amado, João:

“Apareceu em seguida, um grande sinal no céu: uma Mulher revestida de sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas.” Apocalipse 12, 1

Que essa linda Dama-da-Noite, exale a essência do Senhor, a ternura de Maria, a luz de Jesus e a presença Deles sobre nossas vidas! E que quando olharem para nós, vejam a luz do Senhor resplandecer sobre nossa face (Salmos 4, 7)! Que possamos ser, sempre, Seus instrumentos de Amor e Paz! Sal da terra e luz do mundo (Mateus 5, 13 – 14)!

Que com a Poderosa Intercessão da Imaculada Conceição, Nossa Senhora de Lourdes, Jesus cure todas as feridas da humanidade. Assim como correm águas abençoadas da gruta de Lourdes, na Itália, que essas águas jorrem em todo o nosso Planeta, nosso Sistema Solar, os corações dos homens, de toda a existência!

 

Em Cristo Jesus,

Priscila Santos de Bitencourt.

Amém.

 

Brasil, SP, Guarujá, 12 e 14 de fevereiro de 2021.

 

 

Adeus, Amiguinho!

ADEUS, AMIGUINHO!

 

Foi uma honra e alegria ter convivido com você, esses dois dias! …

Senti a Presença do Senhor, bem pertinho de mim, através dessa ave, desse filhotinho de Bem-Te-Vi, que infelizmente, com a forte ventania, caiu do ninho. Seu irmãozinho ou irmãzinha, conseguiu subir, após colocá-lo(a) na forcada da mangueira, e ainda está sobrevivendo.

 

 

 

… Foi um privilégio poder pegá-lo nas mãos e levá-lo devolta ao jardim… Pude sentir o seu cheirinho delicado de pássaro e ter a alegria de vê-lo pular, abrir suas asinhas, cantar e esperar seus pais tentarem trazer alimento para vocês.

Hoje, amiguinho, você não resistiu! Cumpriu sua missão até quando O Senhor permitiu… Vai em paz! Está no paraíso do Senhor.

Sofreu os últimos momentos de agonia, ao se debater, lentamente, em minhas mãos… Agora, será uma nova rosa que se abrirá quando o dia chegar!

Adeus, amiguinho!

Voe para a Eternidade do Senhor!!!

Muito obrigada, Senhor, por me proporcionar momentos tão abençoados e felizes, debaixo da Mangueira que o pai do Nino (seu Olíndio João de Bitencourt), plantara, nesse jardim aconchegante e fresquinho, aqui de casa. Árvores lindas, frondosas, que com os seus ramos, abrigam a Tua Criação! Pássaros amigos (Bem-Te-Vis, Sabiás-Laranjeira, Beija-Flores, Cambacicas, Sanhaçus, Corruíras (Currequinhas), Pombinhas-Rolas…) que nelas (Mangueira, Pitangueira, Aceroleira – essas duas últimas, a dona Lilica, mãe do Nino, também plantara) vem repousar, construir seus ninhos, cantar, nos alegrar com seus cantos, seus movimentos graciosos, suas agradáveis visitas!

Aqui, nesta Terra, neste plano, é tudo muito passageiro e precisamos aproveitar o TEMPO, vivendo com sabedoria, amor, fé, paz e alegria, os momentos os quais O Senhor nos concede, a cada instante.

“Setenta anos é o total de nossa vida, os mais fortes chegam aos oitenta.

A maior parte deles, sofrimento e vaidade, porque o TEMPO passa depressa e desaparecemos.” Salmos 90, 10

“Ensinai-nos a bem contar os nossos dias, para alcançarmos o saber do coração.” Salmos 90, 12

Ensinai-nos, Senhor, a fazer a Tua Vontade, Te amando sobre tudo e ao próximo como a nós mesmos. (Mateus 22, 37 – 39)

Procurando AMAR e PERDOAR, sempre. Tentando nos colocarmos no lugar de cada semelhante.

“Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.” (Efésios 6, 12)

Assim, seremos felizes, assim terá sentido a nossa existência!

MUITO OBRIGADA, SENHOR!!!

Em Cristo Jesus,

Priscila Santos de Bitencourt.

Amém.

Guarujá, 21 e 22 de novembro de 2020.

Pão Nosso – Agradecimento

“… Acabei bem próximo à hora do cafezinho da tarde: 15h! Foi muito bom, pois pudemos nos sentar à mesa, com a toalha limpinha e saborear um alimento saudável, preparado com muito amor, por mim (nós…) (risos)!

Quando preparei aquele pão, orei e lembrei da Última Ceia e de Nossa Senhora, que deveria, na época, também, preparar, esse alimento, para O Senhor Jesus e São José.

E por providência: no momento em eu estava cuidando daqueles pés (com o serviço de pedicure), também, me lembrei (e procuro lembrar-me, sempre) do momento sagrado do Lava-Pés (Servir sempre!).

Muito obrigada por eu ter conseguido, com o Auxílio do Teu Santo Espírito e ajuda da Mãezinha, preparar aquele pão caseiro, que cresceu tanto e ficou muito fofinho, com a casquinha crocante por fora e macio por dentro, para tomarmos o nosso cafezinho da tarde!

Muito obrigada por eu ter conseguido cumprir tudo, no horário e SEMPRE, no final, dar tudo certo!!!

Que eu esteja sempre pronta para servir ao Senhor e aos irmãos! Procurando ser instrumento de Amor e Paz!

 

E continuando o meu pensamento sobre a Presença poderosa do Senhor, agindo em nossas vidas, mudando para melhor; transformando a nossa sorte como as torrentes nos desertos do sul. (Salmo 126, 4)

 

Aqui, reflito o quanto pulso precisamos ter para continuarmos lutando, perseverando em nossa jornada! Pulso para suportarmos as dores, as provações, as afrontas, as tormentas, as humilhações, perseguições, privações…

Orando e vigiando para não cairmos em tentação. (Mateus 26, 41)

No entanto, precisamos, sempre lembrar, das palavras do apóstolo São Paulo:

“Basta-te minha Graça, porque é na fraqueza que se revela, totalmente, a minha força!” II Cor. 12, 9

Parece contradição… É para confundir os sábios deste mundo! (I Cor. 20)

Sentir: “alegria nas fraquezas, nas afrontas, nas necessidades, nas perseguições, no profundo desgosto por amor de Cristo. II Cor. 12, 10

“Porque quando nos sentimos fracos, então é que somos fortes!” II Cor 12, 10

É somente para os fortes que se esvaziam de si mesmos, para preencherem-se do Santo Espírito de Deus. Dos que perdoam, a todo instante, para que o mal não se aloje, em algum cantinho, escondido, do coração e lá se enraize e infiltre o veneno da mágoa, do ressentimento…

Que sejamos amor e perdão!

“Senhor, fazei-me instrumento de Vossa Paz!

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leva a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei que eu procure mais: consolar que ser consolado; compreender que ser compreendido, amar que ser amado. Pois é dando que se recebe. É perdoando que se é perdoado. E é morrendo que se vive para a vida eterna.” São Francisco de Assis, rogai por nós!

 

Essa é a Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo! Amor e Paz!

 

Amar a Deus sobre tudo e ao próximo como a nós mesmos. (Mateus 22, 37 e 39)

 

Com muito amor e gratidão,

Priscila Santos de Bitencourt.

Amém.

 

Guarujá, SP, Brasil, 03, 04 e 05 de outubro de 2020.

Tronquinho Seco

“… este tronquinho seco, deu esta bela orquídea, trazendo a primavera para a minha casa”. (Nadir Marques dos Santos)

Foi assim que me veio a inspiração:

“A Beleza do Criador, usando o “seco” para manifestar a vivacidade das cores, da vida!!!

Somos assim:

“Vasos de barro trazendo o tesouro da luz, em nossos corações (ao irradiar o conhecimento do esplendor de Deus, que se reflete na face de Cristo).” II Coríntios 4, 6 e 7.

Seremos secos se não permitirmos que o Santo Espírito de Deus, habite em nossos corações, dê sentido à nossa existência!

Seremos ofuscados se não permitirmos que a luz de Jesus Cristo reflita em nosso ser, para irradiarmos Amor!!!

Que possamos ser AMOR, sempre! Que possamos transbordar o AMOR de DEUS eternamente!

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos,

se não tiver amor, sou como o bronze que soa,

ou como o címbalo que retine.

 

Mesmo que eu tivesse o dom da profecia,

e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência;

mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas,

se não tiver amor, não sou nada.

 

Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres,

e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado,

se não tiver amor, de nada valeria!

 

O amor é paciente,

o amor é bondoso.

Não tem inveja.

O amor não é orgulhoso.

Não é arrogante.

 

Nem escandaloso.

Não busca os seus próprios interesses,

não se irrita,

não guarda rancor.

 

Não se alegra com a injustiça,

mas se rejubila com a verdade.

 

Tudo desculpa,

tudo crê,

tudo espera,

tudo suporta.

 

O amor jamais acabará.

 

As profecias desaparecerão,

o dom das línguas cessará,

o dom da ciência findará.

A nossa ciência é parcial,

a nossa profecia é imperfeita.

 

Quando chegar o que é perfeito, o imperfeito desaparecerá.

 

Quando eu era criança,

falava como criança,

pensava como criança,

raciocinava como criança.

Desde que me tornei homem,

eliminei as coisas de criança.

 

Hoje vemos como por um espelho, confusamente;

mas então veremos face a face.

Hoje conheço em parte;

mas então conhecerei totalmente, como eu sou conhecido.

 

Por ora subsistem a fé,

a esperança

e o amor – os três.

Porém, o maior deles é o amor.”

I Coríntios, 13 – 1 – 13

 

Em Cristo Jesus,

Priscila Santos de Bitencourt.

Amém.

Alma de Flores

 

 

 

 

 

ALMA DE FLORES

Um sabonete…

“Alma de Flores Brancas”, sabonete este, que ao tomar banho, exalou um perfume que me fez chorar de saudade, que me trouxe lembranças de minha infância: meu querido tio Gentil, quando se perfumava, todo feliz para ir louvar O Senhor, na Igreja, sendo Seu servo, sendo porteiro acolhedor dos irmãos!!! Que Graça ter sido sobrinha dele!!!

Muito obrigada, Senhor, por eu (minha mãe, meu pai, meus irmãos) termos recebido tanto amor desse tio tão amável, querido e gentil!!! Com uma alma, realmente, de flores: pura!

Recordarei aqui, um pouquinho, desse meu tio Gentil, através de uma mensagem a qual escrevi, no Dia dos Pais, em 12 de agosto de 2018, à sua filha e minha prima Silmara:

“… considero muito o Amor que O Senhor construi através de nossas vidas, da Tia Landa, do Tio Gentil e da Priminha, Silmara, do meu coração!!! Tios e Prima de verdade!!! Que nos ajudaram no sustento, nas provisões (mantimentos, roupas, calçados), fora a diversão e a alegria que era ir para a casa deles!!! Sempre linda, organizada, toda muito bem feitinha, acabada, com tanto esforço do tio e zelo da tia!

Podíamos sair correndo e brincar, “gritar” muito – sem exagero (risos)!!! Lembro-me quando dormíamos na sala e eu acordava com o galo, do galinheiro do tio, cantando… Eu abria os olhos e logo avistava um teto com massa corrida, emoldurado de umas flores ao redor, cor de céu!!! Tentava me lembrar onde eu estava – pois, eu, ao dormir, esquecia que não estava mais, em minha casa… E acordava naquele pedacinho de céu! Céu que nas Lindas Noites de Natal, íamos para lá; eu saía correndo para tocar a campainha… E quando lá chegava, recebia todo amor e acolhida de todos eles! O tio, então!… Separava umas cadernetinhas e canetas para escrevermos; revistas… Fora a comida gostosa e abundante que tinha! Quantos quitutes, preparados por eles!!! Quando eu como um docinho rosa (“chicletinho”) tipo um beijinho, lembro da tia, os servindo, naquelas deliciosas e alegres festinhas!

Lembro-me do tio assobiando e preparando a saladinha de frutas para o Ano Novo, churrasquinhos… – Sempre que eu misturo alguma fruta para comer (por exemplo: laranja com mamão ou uva…) lembro do tio e falo para o Nino (meu esposo).

Eram muitas festas!!! E a maior delas foi o Amor o qual eles dedicaram a mim, aos meus amados pais e aos meus irmãos!!!

O tio tomava conta de nós! Comprava balinha e “cacha-cacha” (chicles) – assim a Bela (minha irmã) os pronunciava (risos) para nós. Leváva-nos atrás, no bagageiro de sua bicicleta (eu acho que era uma “Barra Forte”). Cheguei a andar nela… Só que eu tinha medo, pois o breque era no pedal e tinha o cano da frente que não me deixava equilibrar muito…

Dos jabutis e da rede do tio… Aquele muito bem feito e organizado barracão dele…

Sempre nos ajudando, comprando uma casa para nós, ajudando a contruí-la, a repará-la…

Ainda guardo uma banqueta de madeira, muito útil, por ele mesmo construída, em 1988!

Quanto amor do Tio Gentil, que foi, também, para nós, como um verdadeiro, amado e querido pai!!! Muito especial, esse tio-pai!!!

OBRIGADA POR TANTO AMOR!!! .”

 

Priscila Santos de Bitencourt.

 

Guarujá, SP, Brasil, Segunda-Feira, 10 de agosto de 2020.